Notícias

21.12.2018

Time da ABGS ganha importantes reforços para a temporada de 2019 do golfe sênior e pré-sênior

lazary-e-stallone

Embaixador Carlos Lazary, de Brasília, e Marcelo Stallone, do Rio de Janeiro se unem à equipe

 

Lazary, com o troféu, e Stallone, jogando no campo olímpico: reforços de primeira grandeza para o golfe sênior brasileiro

 

 

A Associação Brasileira de Golfe Sênior (ABGS), entidade que congrega os golfistas pré-seniores (40 a 54 anos) e seniores (55 anos ou mais) de todo o país, acaba de ganhar importantes reforços que ajudarão a promover melhorias nos eventos programados para as temporadas de 2019 e vindouras. Outras ações serão anunciadas em breve, incluindo uma diretoria para São Paulo, que passará a comandar a organização dos torneios da ABGS em todo o estado.

Entre as novidades já conformadas para a diretoria da ABGS estão o Embaixador Carlos Alfredo Lazary Teixeira, de Brasília, que assume como vice-presidente da entidade e diretor ABGS no Distrito Federal; e Marcelo Stallone, novo diretor ABGS do Rio de Janeiro. Eles se juntam à atual diretoria com o objetivo de melhorar ainda mais a relação com os associados e ajudar a organizar competições muito mais atraentes e competitivas, além de se unirem ao esforço para amealhar novos sócios para e entidade.

Paixão – Carlos Lazary, carioca radicado em Brasília, foi Embaixador do Brasil no Peru e no Equador, cargo que deixou recentemente, retornando ao Distrito Federal. Em um de seus últimos atos à frente da Embaixada do Brasil no Equador, Carlos Lazary hasteou a bandeira brasileira ao lado da equipe da ABGS, na cerimônia de abertura do 40º Torneio Sul-Americano de Golfe Sênior, de 14 a 20 de outubro, em Quito.

Lazary aprendeu golfe quando já trabalhava como diplomata e se apaixonou pelo esporte, chegando rapidamente a handicap 18. Nos últimos tempos, teve pouco tempo para jogar, mas seus tacos já chegaram de Quito e ele está se reintegrando ao Clube de Golfe de Brasília, que tem um magnífico percurso de 18 buracos projetado, a pedido dos EUA, como presente ao Brasil, quando da fundação de Brasília, pelo designer americano Robert Trent Jones.

“Fiquei muito honrado com o convite feito por Claudio Kiryla, presidente da ABGS, para me juntar à entidade, e farei tudo o que estiver ao meu alcance para ajudar a organizar e desenvolver o golfe sênior e pré-sênior no Distrito Federal e no Brasil”, diz Lazary. “Após tanto tempo fora do clube e do país, preciso de tempo para me readaptar, mas logo estaremos trabalhando juntos pelo sucesso do golfe, um esporte que mescla tudo o que há de positivo e que pode ser praticado a vida toda”.

Rio de Janeiro – Marcelo Stallone, que fez carreira no Gávea Golf, mas também joga regularmente no Campo Olímpico de Golfe, é um dos nomes mais importantes do golfe nacional. Caberá a ele a tarefa de incentivar o desenvolvimento das categorias sênior e pré-sênior no Rio de Janeiro, bem como intermediar as relações da ABGS com a Federação do Estado de Rio de Janeiro e clubes do estado, incluindo o Campo Olímpico, uma das grandes joias do golfe brasileiro, que acaba de sediar, pelo segundo ano consecutivo, o Campeonato Brasileiro Sênior.

Um dos mais importantes amadores do golfe nacional, Stallone foi o único representante brasileiro no 50º Seniors Amateur Championship- 2018, Royal Porthcawl, em Gales, em agosto, e foi vice-campeão do Brasileiro Sênior, disputado há uma semana, no Campo Olímpico, onde defendia o título conquistado em 2017. Em 2016, no Chile, Stallone foi campeão Sul-Americano Sênior por equipes, jogando ao lado de Carlos Candido, Ruy Reinert e de Roberto Gomez, que foi ainda campeão individual naquela oportunidade.

Compartilhe:

próximos Torneios