Notícias

26.03.2022

Torneio ABGS de Brasília: Ghisalberti toma susto, mas estreia com vitória em 2022

mario-ghisalberti-recebe-o-trofeu-de-campeao-de-huberto-monte-neto

Marcos Semensato e Jaime Chung terminaram apenas uma tacada atrás. Veja dezenas de fotos

 

Ao lado, Ghisalberti recebe o troféu de campeão, entregue por Humberto Monte Neto

 

Depois de perder os dois primeiros torneios do ano por estar de férias no exterior, Mario Ghisalberti, do Japy, número 1 do ranking sênior da ABGS em 2021 e líder do ranking sênior da Federação Paulista de Golfe, chegou como favorito para vencer o 22º Torneio ABGS de Golfe Sênior do Clube de Golfe de Brasília, dias 24 e 25 de março, no Distrito Federal, no único percurso projetado no Brasil pelo designer Robert Trent Jones, arquiteto da Hall da Fama do Golfe Mundial. Por ser um torneio de 36 buracos, o Torneio ABGS de Brasília, deu 50% a mais de pontos para o Ranking Nacional da entidade, que este ano está repleto de novidades.

internas-abgs-dfVeja o Álbum de fotos completo do torneio 

Os campeões das 11 categorias do Ranking Nacional ABGS de 2022 ganharão como prêmio a isenção total da anuidade de 2023 (o valor da anuidade em 2022 foi de R$ 750). Além disso, os que terminaram em segundo e terceiro lugares nos rankings de suas categorias, ganharão descontos de 50% e 25%, respectivamente, na anuidade do ano seguinte. Veja o regulamento e participe dos torneios que puder. Você só tem a ganhar.

Vitória – Mesmo jogando 81 no primeiro dia, Ghisalberti assumiu a liderança isolada e ainda abriu quatro tacadas de vantagem sobre os adversários. Mas, no domingo, piorou para 90 tacadas e quase foi surpreendido por dois adversários que jogaram melhor do que ele. Ghisalberti foi campeão com 171 (81-90) tacadas, apenas uma a frente de Marcos Semensato, de Bauru, vice com 172 (86-86), que fez a melhor volta da rodada final. Jaime Chung, do Guarapiranga, também somou 172 (85-87) e dividiu o segundo lugar.

Jaime Chung perdeu o troféu de campeão sênior, mas foi o vencedor da categoria sênior com handicap índex até 14, com 144 (71-73) tacadas, enquanto o troféu de vice-campeão ia para Semensato. com 150 (75-75). Na 14,1 a 23, venceu Fabien Dupret, do Sapezal, com 150 (69-81) tacadas, enquanto Peter Huang, do Guarapiranga, terminava em segundo, com 152 (78-74).

Mais premiados – Na 23,1 a 32,0, no sistema stableford, venceu Francisco Airton Borges, de Brasília, com 67 pontos, seguido por Agenor Braga, de Goiânia, com 59. Também stableford foram as disputas por faixas etárias, vencidas por Michel Thó 7,1 Goiânia (55 a 59 anos), com 55 pontos; Ramon dos Santos, do São Paulo (60 a 65 anos), com 62 pontos; Neivaldo Bragato, da Federação Baiana, Capixaba e Mineira de Golfe (66 a 70 anos), com 57 pontos; Isaac Dayan, do Riacho Grande (71 a 75), com 54 pontos; e Ênio Vieira, de Goiânia (76 anos em diante), com 62 pontos.

Na categoria Pré-Sênior, o campeão scratch foi Carlos Queiroz Silva, de Goiânia, com  181 (92-89) tacadas. A seguir terminaram Emiliano Saran Azevedo, do Damha, com 183 (95-88); Rodrigo Carbonel, do Sapezal, com 185 (97-88), e Deusimar Coelho, de Goiânia, com 187 (95-92). Já nas categorias com handicap venceram Saran, na até 23, com 157 (82-75), e Pieter Lekkerkerk, da Holanda, com 58 pontos (stableford).

Feminino e convidados – No feminino, foram premiadas as campeãs de duas categorias: Rosangela Dadalto na até 25, 167 (85-82) tacadas, e Julie Lo do Guarapiranga, com 67 pontos.

Na categoria para convidados ABGS com índex até 14 venceu José Montes Magalhães Jr., de Brasília com 151 (75-76). E entre os convidados de 14,1 a 32, os troféus foram para dois jogadores da casa: Frederico Burgos, com 139 (68-71), e João Batista Lira Rodrigues Jr., com 150 (73-77).

Premiação – O torneio contou com a honrosa presença de Álvaro Almeida, ex-presidente da Federação Paulista de Golfe e da Confederação Brasileira de Golfe. Os prêmios foram entregues por Humberto Monte Neto, membro da diretoria da ABGS Região Nordeste.

Compartilhe:

próximos Torneios